Publicado em: 2015-10-31

Rezar por quem já partiu

Aproxima-se o Dia dos Fiéis Defuntos e não há nada tão reconfortante como a oração e, assim sendo, mesmo após a morte, ainda podemos ajudar aqueles que amámos durante a sua vida terrena. No dia dos Fiéis Defuntos recordamos como cada um de nós foi tocado pela morte. Todos temos entes queridos - família, amigos ou vizinhos - que já morreram. Ou pelas Almas do Purgatório que não tenham ninguém que reze por elas. Também recordamos que na nossa tristeza e dor, podemos ser fortalecidos pela certeza da ressurreição, através de Cristo.


Sentimos consolação ao recordarmos os nossos entes queridos

através da oração e das obras de misericórdia no dia dos fiéis Defuntos. Através da oração, estendemos a mão àqueles que já morreram, porque Jesus nos garantiu que através da fé que temos n’Ele recebemos a promessa da vida eterna. Através da oração e dos Estipêndios de Missa, ajudamos os nossos entes queridos a chegar ao Céu.


Convidamos a guardar um momento de silêncio,

longe das distracções do dia-a-dia, a fim de rezar pelos seus entes queridos. Através da oração, estará a estender a sua mão para o Céu e a cuidar das memórias de amor dos seus entes queridos falecidos.


Jesus disse: “Esta é, pois, a vontade do meu Pai: que todo aquele que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna; e Eu o ressuscitarei no último dia.” (Jo 6,40)


Especialmente neste dia, convidamos a celebrar a promessa de Jesus para a vida eterna, porque só através d’Ele podemos superar a dor e o desespero que se pode apoderar de nós. Somos peregrinos na terra, mas o nosso caminho é da morte para a vida. Somos chamados por Jesus para a vida eterna.


Na noite anterior à Sua paixão e morte, Jesus deu-nos a oração mais importante e o sacrifício mais santo. Deu-nos a Santa Missa. Não quer unir-se aos milhões de católicos em todo o mundo com a oferta de Missas pelas almas dos fiéis defuntos? A oferta de Missas é um presente profundo e maravilhoso a um ente querido que faleceu ou até a uma alma desconhecida que não tenha família ou amigos que rezem por ela.


Embora este dia possa trazer-nos tristeza e dor, e fazer reviver as memórias da morte dos nossos entes queridos, também nos pode dar força, pois aproxima-nos mais da nossa fé e de Deus, enquanto rezamos com esperança pela salvação dos nossos defuntos.

 

No dia dos Fiéis Defuntos, muitas pessoas pedem a celebração de Santas Missas em memória de um ente querido. Peça-nos a celebração de uma ou mais Missas. Os  Estipêndios de Missa serão distribuídos pelos sacerdotes pobres em todo o mundo – desde os que ajudam nos campos de refugiados no norte da Síria ou nas mais remotas aldeias do Peru, aos que escolhem permanecer com os seus fiéis mesmo quando a sua vida corre perigo.

 

D. Johnson Akio Mutek de Torit, no Sudão, foi um desses religiosos dedicados. Era conhecido como o “bispo das sete vidas”, porque sobreviveu a muitos atentados. Contudo, nunca se dissuadiu daquilo que era mais importante – servir o seu povo, celebrando a Missa e ser um símbolo de fé para todos os que serviu.

(Fonte: AIS - Fundação Ajuda à Igreja que Sofre)

Videos:



Publicante:
Entidade:SoNaturalVibe - Infos e Dicas com Boa Onda
Nome: A.Jo
Cargo: Design&+


< Responder ao Anuncio >



Outros Anuncios





NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:

Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!