Publicado em: 2016-11-18
Estado ZEN
Meditar contra o Stress

Por certo já lhe foi dito que devia fazer sessões de meditação diária, onde basicamente deve respirar e tentar não pensar em nada e assim alcançar algum nível de transcendência. E não, não é nada fácil! Por outro lado, tem a mindfulness que incide sobre colocar toda a atenção no que se está a viver e a sentir em determinado momento, sem julgamentos, tentando estar com a cabeça no presente. Ou seja, qualquer tarefa que esteja a realizar (tomar banho, aspirar, comer, trabalhar, etc...) deverá ter o seu foco completo em vez da sua mente divagar sobre outros assuntos. Ao realizar estas tarefas de forma consciente, o seu contacto com a vida real aumenta. Mesmo as tarefas mais chatas irão tornar-se mais interessantes, já que passa a vivenciá-las em pleno. A sua mente aprende a ficar mais concentrada e focada e, por conseguinte, o ambiente à sua volta torna-se mais tranquilo e o praticante surge como alguém mais ponderado e recetivo a novas experiências de vida. Assim, esta prática pretende que haja uma redução de stress, promovendo uma consciência maior do que se está a passar regulando assim os níveis de ansiedade. Se não tem a oportunidade de consultar um especialista, saiba como praticar a mesma no dia a dia.

Tempo para si


O ideal é que todos os dias reserve cerca de 15mn para a prática. Uma vez que a mente está programada para pensar ou divagar, a meditação não deve ser realizada durante muito tempo.

Respirar


É conveniente que este sentado ou, caso opte por estar de pé, deverá estar numa posição confortável e quieto. A respiração deverá ser a normal. Tente relaxar focando as suas atenções e sensações nas narinas, peito ou estômago. Se sentir que o seu pensamento está a ir noutra direção, foque-se de novo na respiração.

Focar

Este passo consiste em tentar levar a sua consciência para cada atividade do seu dia, não as fazendo de forma automática, sendo que deve realizar uma tarefa de cada vez sem nunca deixar a sua mente divagar:

- Comer: em vez de fazer as refeições a ver televisão, a ler ou outra coisas qualquer, saboreie aquilo que tem no prato, tendo atenção às cores, texuras, sabor e a todas as sensações que podem advir;
- Passeio: fique consciente daquilo que o rodeia. Os sons, os cheiros, sinta o vento, o sol no rosto, etc...
- Escovar os dentes ou tomar banho: repare como a escova se move nos seus dentes e quais os movimentos que faz, assim como ao tomar banho, sinta as sensações que a água lhe transmite, a temperatura, o cheiro do champô e afins.
- Ginásio: foque-se nos exercícios que está a fazer e quais os músculos que está a usar para ficar em forma. Evite usar música pois será uma distração.

- Ouvir música: ouça do início ao fim e dê atenção às sensações que a mesma lhe proporciona.

Estes são pequenos exemplos de como praticar o mindfulness. O que é importante reter é que isto pode ser aplicado em qualquer situação e atividade do dia a dia. Por exemplo, se estiver numa discussão com alguém, pratique a consciência respiratória e esteja atento a esta, ao seu corpo e emoções. Foque-se no momento e não divague para o que foi dito ou feito no passado. Vai tornar-se um melhor ouvinte e evitar que diga qualquer coisa que se pode arrepender.

Outras Notícias





NAO PREENCHER (anti-spam): ( deixe em branco )

Pedido de Informações
Precisa de informações adicionais? Não encontrou o que procurava? Não hesite em contactar-nos:

Conhece alguém que beneficiará da informação, produtos ou serviços disponibilizados nesta página? PARTILHE-NOS!